VESTIDO EM TECIDO 100% ALGODÃO FIO 30.1 PENTEADO COSTURA REFORÇADA DE OMBRO A OMBRO COM COBRE GOLA TINGIMENTO EM CORES REATIVAS. TÉCNICA DE IMPRESSÃO: IMPRESSÃO DIGITAL DIRETA NO TECIDO. 

Vestido Arnaldo Baptista - Sunshine

R$ 120,00Preço
Color: Preto
  • MULTINSTRUMENTISTA, COMPOSITOR, ESCRITOR, ARTISTA VISUAL.

     

    06  julho 1948 – Nasce na cidade de São Paulo, filho da pianista, concertista e compositora
    Clarisse Leite Dias Baptista, e do jornalista, poeta e cantor lírico César Dias Baptista.

     

    1955 a 1979 – Atende a diversos cursos: Música: vivência de piano clássico com a mãe Clarisse
    Leite ao longo da infância e adolescência, e aulas com Zilda Leite Rizzo (1955-1958); contrabaixo clássico, violão prático, piano jazz-rock. Dança: moderna e balé clássico com o
    Ballet Stagium (anos 70); clássico com Eugênia Feldorowa (1974-1979). Línguas: inglês, alemão,
    esperanto e língua russa com Igor Valesvisky (1976-1979).

     

    1961 a 1967 – Participa da criação de vários grupos como músico e compositor, entre eles Só
    Nós, Wooden Faces, Sand Trio, Six Sided Rockers e O Konjunto. 
     
    1966  – Funda a banda Mutantes, ao lado do irmão Sergio Dias e Rita Lee.
     
    1967 a 1973 – Participa com os Mutantes de diversos festivais de música, ao lado dos tropicalistas Gilberto Gil, Caetano Veloso, Rogério Duprat, entre outros.  Sai em turnê com a
    banda por todo o país e no exterior. 
     
    1970 e 1972 – Produz os dois primeiros álbuns solos de Rita Lee: Build Up e Hoje É o Primeiro
    Dia do Resto de Sua Vida.
     
    1972 – Grava o álbum O A e o Z com os Mutantes, já sem Rita Lee.
     
    1973 – Deixa os Mutantes.
     
    1974 – Lança o álbum solo Loki?, considerado por muitos críticos como o mais importante e
    influente do rock’n’pop brasileiros.
     
    1977 – Nasce seu único filho Daniel Mellinger Dias Baptista com a atriz Martha Mellinger.
     
    1975 a 1978 – Monta a banda Patrulha do Espaço e compõe repertório igualmente clássico do gênero rock. Em 1988, são lançados dois álbuns pelo selo Vinil Urbano: Elo Perdido (estúdio) e Faremos uma Noitada Excelente (ao vivo).

     

    1980-90s - Arnaldo escreve dez livros a mão, entre as décadas de 80 e 90, ainda não publicados. O Abrigo;