A Wild People produz, Camisetas, Posters, Canecas e mais, inspirados nos Clássicos Cult do cinema, literatura e música, com estampas exclusivas. desenvolvida de fãs para fãs.
Mas não é só nas estampas que temos nosso diferencial, nossas malhas são 100% algodão penteado fio 30.1, com costuras reforçadas de ombro a ombro 
e as nossas técnicas de impressões são super modernas, sem limitações de cores, em sublimação com aplicação toque zero ou impressão direta no tecido ( Silk Digital)
 

 

Vendas online para todo o Brasil.

Camiseta Suede

R$ 79,90Preço
Color
  • A banda forma-se em 1989, com Brett Anderson na voz, na guitarra Bernard Butler, Mat Osman no baixo e na bateria Simon Gilbert. Os músicos gravam o primeiro álbum Suede, de 1993, e atraem grande atenção da imprensa britânica. Em 1994, é lançado Dog Man Star, seguindo-se do abandono da banda por Bernard Butler.[1] Em 1996, após a entrada de Richard Oakes e, posteriormente, Neil Codling, os Suede atingem o seu maior sucesso comercial com o Coming Up.[1] O álbum alcançou o número um no Reino Unido, produzindo cinco singles top dez-"Trash," "Beautiful Ones," "Saturday Night," "Lazy," e "Filmstar" - em todo o mundo.[1] O disco A New Morning (2002), o primeiro após o colapso com a Nude Records , foi um fracasso comercial. Em 2003, após o lançamento da compilação Singles, a banda dissolveu-se.

    Depois de sete anos e de muita especulação, os Suede reestruturam-se e regressam em 2010 para uma série de concertos.[2] Vencem nesse ano o prémio Q Inspiration nos Q Awards atribuídos pela revista Q.[3]

    No início de 2010, são confirmados os rumores de que a banda se iria reunir passados sete anos, para uma série de concertos.[2][4] Em 2013, Bloodsports foi lançado, alcançando sucesso de crítica.[5] A banda manteve suas apresentações, ora lançando discos ao vivo e coletâneas. Em 2016, a foi divulgado Night Thoughts, disco cheio de baladas que variam entre guitarras inspiradas e dramas nas letras, recebendo críticas positivas.[6][7]

    Em abril de 2018, o grupo anunciou o lançamento do trabalho The Blue Hour,[8] produzido por Alan Moulder.[9]